Luís Troufa (PT, 1971)

 

Nascido em Matosinhos, Porto (1971), Luís Troufa é licenciado em Artes Plásticas, vertente pintura, pela FBAUP - Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, e Mestre em Pintura pela mesma instituição. Actualmente coordena a sua produção artística com o ensino de Desenho (curso de Artes Visuais, ensino básico) e de Educação Visual (ensino secundário).


Exposições individuais (recentes): (2017) "Expedição", Acervo - Arte Contemporânea; (2016) „FRAME“, Silo Espaço Cultural, Porto; (2016) „FRAME“, Museu Nacional Grão Vasco, Viseu; (2015) exposição individual, integrada no projecto "Hierarquia", de Zeferino Mota. ACE Teatro do Bolhão, Porto; (2015) „FRAME, Biblioteca Municipal Rocha Peixoto, Póvoa do Varzim


Exposições colectivas (recentes): (2018) JUSTMAD'9, Madrid, Stand Acervo - Arte Contemporânea; (2016) „In Good Hands“ ISEG / Acervo - Arte Contemporânea, Lisboa; (2016) „30 x 30“, Acervo - Arte Contemporânea, Lisboa; (2014) „Arte em segredo“ (4ª edição), org.: FBAUP - Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto; (2013) „15 Minutos de Fama“, Galeria Extéril, Porto; (2013) „CHEIA“ (2ª edição), Biblioteca Municipal Rocha Peixoto, Póvoa do Varzim; (2013) „56,7“, Galeria Má Arte, Aveiro


Outros projectos (recentes): (2015) video - „Our songs will all be silenced“, com o projecto musical IURTA. Espaço „Poste“ (Galeria Extéril), Porto; (2015) video - projecção simultânea com concerto do Projecto Musical IURTA. Espaço „Portas do Sol 172“, Porto; (2011) participação no Festival „Serralves em Festa“, com o documentário „Carta à minha mãe“, co-produzido por Zeferino Mota. Fundação Serralves, Porto; (2011) video - projecção simultânea com concerto pelo Projecto Musical UNDARA, Viana do Castelo.

Set Descending Direction

   

Set Descending Direction